Slow design: conheça as joias históricas de Isabella Blanco

Designer mostrou seu trabalho ao Sou Moda e toda sua trajetória

Publicado em 14/11/2017
Colares, anéis e brincos feitos com peças antigas por Isabella Blanco

Já pensou em comprar uma joia com décadas de história, mas com aspecto contemporâneo? Essa é a proposta da designer Isabella Blanco. Ela é uma verdadeira caçadora de antiguidades moderna e cria acessórios a partir de peças antigas e inusitadas: como fivelas de cinto, botões, pentes de cabelo, camafeus, fragmentos de marfim e entalhes de bakelite. Geralmente tudo em ouro, prata e pedras preciosas. 

Ao Sou Moda, a designer e jornalista especializada em fotografia, história da arte e gemologia - ciência que estuda as pedras preciosas - contou mais sobre o seu trabalho e suas inspirações. Confira:

O trabalho de Isabella Blanco chama a atenção por ser totalmente autoral e artesanal. É ela quem garimpa itens antigos em museus, galerias de arte, livrarias, bibliotecas, antiquários especializados em joias antigas e exposições de casas leiloeiras para fazer suas peças.

"Viajo pelo menos seis vezes ao ano para Europa, Estados Unidos e Ásia, em busca da matéria-prima. Muitas vezes, no próprio local, já visualizo a joia finalizada. Para mim, o garimpo e a criação são os momentos mais gratificantes de meu trabalho", conta a designer. 

Outros fatores que determinam a escolha dela é o quesito raridade da peça. "Em algumas situações adquiro o objeto pela importância, estado de conservação, raridade e pelo ineditismo, para só depois criar uma joia a partir da peça antiga", explica. 

Com a posse desses tesouros, ela conta que começa a pesquisa da época do item: os tipos de pedras que eram usadas no período, cor de metal e combinação de cores. E assim inicia o desenho, que pode ser refeito várias vezes, com adaptações técnicas ergonômicas, dependendo da exigência do material.  

Com o desenho em mãos, é hora de conversar com a equipe. "Discuto com o ourives a confecção da joia, priorizando os processos artesanais, seguindo os cânones da alta joalheria. A minha responsabilidade é a supervisão do processo produtivo e de acabamento", comenta Isabella, que ressalta: "dentre as mais de 300 joias de meu acervo, não existe uma igual a outra". 

Buscando inspirações

Para Isabella Blanco, as inspirações aparecem na observação da vida, da arquitetura, dos costumes e da história dos lugares que visita. Tudo num ritmo slow lifestyle, que ela carrega na essência da marca.

"Sou acostumada a passar horas em mesinhas de cafés fotografando e admirando. Os insights vêm da contemplação do lifestyle das pessoas das grandes metrópoles - Londres, Madrid, Nova York, Milão, Paris, Tóquio". 

Esse poder e gosto pela observação rendeu várias coleções. "Há três anos, após passar uma semana na região da Puglia, na Itália, passei a observar que todas as janelas dos vilarejos ostentavam cortinas rendadas. Fiz então uma coleção de joias de filigrana", lembra. 

O filigrana é um delicado trabalho com fios torcidos e esferas de ouro ou prata, que combinados são soldados na superfície de um objeto ou formando outro. Os desenhos são intrincados e parecem rendas.

Já na Espanha, em Salamanca, ela conta que imperam as joias em formas de bolas de prata de todos os tamanhos em colares e pingentes, enquanto que na Puglia, no sul da Itália, flores mais delicadas como orquídeas são mais utilizadas. 

Da GNT à Netflix

As apresentadoras Mônica Martelli e Astrid Fontenelle usam e abusam das peças de Isabella Blanco em suas aparições no programa Saia Justa, do canal GNT. Na imagem, Astrid usa um anel de esmalte e granadas, que foi criado a partir de uma abotoadura vintage com a imagem de um leão.

A força de sua criação resultou também em uma parceria recente com a Netflix para o filme O Matador, do diretor Marcelo Galvão. Ao western, que foca na disputa pelas minas de turmalinas no sertão brasileiro no início do século XX, a designer produziu um anel icônico que é usado pelo protagonista Cabeleira. "O anel faca é feito de prata oxidada e chifre de búfalo, que mandei esculpir no formato de garras. É a peça mais emblemática e é destaque em todas as fotos de divulgação do longa", destaca Isabella.

Onde encontrar

Desde 2009, a designer Isabella Blanco comercializa peças únicas em São Paulo, Curitiba, Porto Alegre e Florianópolis. As joias também podem ser vistas no Instagram @isabellablancojoias e no site da profissional.

Por Mayhara Nogueira

Foto: Divulgação/Montagem Sou Moda