Série mostra mulheres que fazem a diferença no mundo da moda

'Elles' já conta com cinco episódios disponíveis em inglês na internet

Publicado em 06/03/2018
Estilista francesa Isabel Marant

Elles é a nova série da internet focada 100% nas mulheres que estão transformando a indústria da moda. A atração, criada pela jornalista francesa Maurine Pagani, já tem cinco episódios e está disponível na plataforma Made to measure, uma espécie de Netflix da moda. As entrevistas são curtas e dinâmicas, revelando o trabalho de algumas profissionais que estão transformando a área.

"Eu me surpreendi ao perceber a falta de estilistas femininas ao redor de todas as semanas de moda. Acho que assim como muitas pessoas, eu assumi que, como a moda é focada nas mulheres, ela também era liderada por elas. Mas logo entendi que quando mulheres têm menos oportunidades do que homens em todos os aspectos da vida, elas tendem a ser sub-representadas e subestimadas nas áreas criativas também", contou Maurine em entrevista ao site da revista Elle.

A nomeação de Maria Grazia Chiuri para a maison Dior reforçou o desejo de Maurine falar sobre o assunto. "Em setembro de 2016, quando meu trabalho no documentário sobre alta costura estava acabando, Maria apresentou sua primeira coleção para a Dior. Eu lembro de assistir e ficar impressionada pela atmosfera do desfile e pela mensagem que ela estava enviando. Era forte e empoderadora", revelou a jornalista também à revista.

"Afinal, parte do que faz a moda ser tão única, interessante e poderosa são as pessoas criativas que estão nela quebrando barreiras. E muitas mulheres que fazem parte da indústria estão quebrando barreiras. Elas são talentosas, fortes, poderosas, ambiciosas, mas são sub-representadas, e eu senti a necessidade de mostrar seus trabalhos, desejando que isso inspirasse meninas e meninos a terem uma carreira na indústria", completa.

Na série Elles, Maurine abriu a cartela de profissionais, e não focou só em estilistas ou fotógrafas. "Há muitos trabalhos inspiradores na indústria que não temos a oportunidade de entrar em contato. Eu escolhi mulheres que me inspiravam e que eram referência. Todas elas têm algo especial, como a Isabel Marant, que há 18 anos possui uma marca independente, algo excepcional na indústria hoje, e que é também uma das únicas marcas que possui uma mulher na posição de CEO."

Entre outras entrevistadas, Maurine falou também com Pamela Golbin, a mais jovem curadora de um museu na França; Robin Givhan, uma das jornalistas mais talentosas da nova geração e a única a receber o Pulitzer por um artigo sobre moda; e Leandra Medine, que virou a voz de muitas jovens que questionam a importância da moda.

Foto: Divulgação/Elles