Prepare-se, 2018 promete uma reconexão com as cores

Colorista Luciana Ulrich comenta as tendências e dá dicas de estilo pessoal

Publicado em 31/10/2017
Modelos desfilando para marcas brasileiras: Lilly Sarti, GIG e Samuel Cirnansck

Nas últimas semanas de moda de Paris e Milão ocorridas em setembro, que marcaram as coleções primavera/verão 2018, era fácil encontrar fashionistas cobertas dos pés à cabeça de vermelho.

Isso mesmo com a chegada do outono, um período no qual as mulheres costumam maneirar nos tons dos looks. Mas lá no hemisfério norte não teve essa: as cores vivas e cheias de energia se destacaram nas ruas durante a estação.

E a tendência agora é continuar assim. De acordo com cartela da Pantone lançada em agosto, das 12 cores anunciadas para guiar a primavera 2018, a maioria é bastante vibrante, com destaque para o Meadowlark, Cherry Tomato, Spring Crocus e Arcadia.

Para a consultora de imagem e especialista em coloração Luciana Ulrich, esse movimento chega para concorrer com a onda minimalista que dominou as araras nos últimos anos. Em entrevista ao Sou Moda, a profissional falou mais sobre tendências e como as cores têm um papel fundamental na moda e na cultura. Confira.

"Passamos por crises políticas e econômicas no Brasil e no mundo. Em resposta, a moda permaneceu, por muito tempo, refém do preto, branco e terrosos. Mas agora os estudos da WGSN (empresa de tendências) e Pantone afirmam que as pessoas estão demonstrando necessidade de usar cores", coloca Luciana.

"Nos recentes desfiles da semana da moda, podemos observar, tanto nas ruas como nas passarelas do hemisfério norte, a presença de looks com muito roxo, amarelo, azul e vermelho", completa a consultora, proprietária do Studio Immagine, com o qual ministra cursos de coloração pelo Brasil. 

 

Uma publicação compartilhada por Gucci (@gucci) em

Uma das pistas para entender a mudança do mercado é o sucesso maximalista da Gucci, que, há alguns anos, vem nadando contra a corrente. Alessandro Michele, estilista da marca italiana, reina no mercado da moda de luxo com as suas coleções com atmosfera surreal e cintilante dos anos 1970 e 1980.

Recentemente, a empresa anunciou que o seu faturamento de janeiro a setembro supera o total do ano passado, quando vendeu mais de 4 bilhões de euros. A influência da Gucci tende a atingir outras marcas e pode provocar fortes mudanças de estilo.

"À medida que os consumidores continuam a abraçar a cor, os designers reconhecem a necessidade de mostrar mais cores nas suas coleções", disse Leatrice Eiseman, diretora executiva do Pantone Color Institute, em comunicado. 

Resgatando a nossa brasilidade

 

〰.??. vermelho e rosa .

Uma publicação compartilhada por Lane Marinho (@lanemarinho) em

A empresa Box1824, que pesquisa tendências de consumo, comportamento e inovação, publicou em um de seus sites, o Ponto Eletrônico, um artigo sobre a importância do resgate da nossa brasilidade por meio de novas referências estéticas, tanto na moda, quanto no design.

"Com a autoestima abalada, dos campos de futebol ao Congresso Nacional, é preciso fugir de jargões hoje questionáveis, como 'moro num país tropical abençoado por Deus e bonito por natureza'. Surge então a pergunta: onde está um Brasil bonito de se ver e potente para reverberar?", questiona o texto.

Para Luciana Ulrich, as cores são algumas das características marcantes presentes no DNA do brasileiro. Elas são usadas por designers e consumidores de formas diferentes em cada canto do país. "A cor que se usa no sul é diferente do que se usa no Rio de Janeiro ou nordeste. Temos uma riqueza enorme de mix de tons, estampas regionais, artesanato e design aliado à sustentabilidade. Precisamos aproveitar o momento para nos reconectar, explorando o que é nosso da melhor forma possível".

A cor de 2018

Em 2017, a Pantone elegeu o Greenery - um tom de verde fresco - como cor do ano. O seu significado abrangia temas como esperança e a nossa conexão com a natureza. Contudo, para 2018, as apostas estão altas no púrpura. "É um tom interessante, por transmitir mensagens de paz e espiritualidade", afirma Luciana.

Recentemente, a Pantone destacou três tons da casa do roxo: o Love Symbol #2 (em homenagem ao cantor Prince), Pink Lavender Ultra Violet. "O roxo é uma cor difícil de ser usada sozinha, por isso ele aparece em combinações com amarelo, verde, vermelho, azul. Principalmente em detalhes de acessórios, como bolsas, colares e sapatos", comenta a consultora.

Qual cor combina comigo?

A moda está bastante democrática, por isso não é preciso se privar. Segundo Luciana, existe uma grande variedade de tons para todas as peles. A especialista dá o exemplo do vermelho e amarelo.

"Para mulheres de pele mais dourada, com fundo amarelado, roupas em vermelho tomate e amarelo canário ficam perfeitas. Já as peles de fundo rosado, sem nenhum traço dourado nos cabelos, tendem a responder melhor com peças em tons vermelho cereja e amarelo limão-siciliano".

Outra dica é buscar na prática, treinando na frente do espelho, a cor que combina com o seu tom de pele.

"A cor que vai ficar bem em você é aquela que você coloca perto do rosto e tem uma primeira impressão positiva. Contudo, se ao escolher o tom de base, de maquiagem e de cabelo que harmonizem com a sua beleza, 80% do processo está ok para aproveitar qualquer coloração de roupa e acessório que desejar", explica Luciana. 

Imagem pessoal comunicará os seus interesses

Mas fique atento, segundo a especialista as cores são condutoras de mensagens e podem ser grandes aliadas na hora de você se comunicar, transmitir os seus valores e potenciais.

"As cores vibrantes causam impacto, por isso é preciso analisar o estilo, onde você trabalha e o que deseja transmitir com a sua imagem. Quando quero passar uma mensagem de casualidade, proximidade e jovialidade, eu uso cores mais quentes, claras e até vibrantes. Se eu quero emitir uma ideia de formalidade, credibilidade e seriedade, eu vou pensar em cores mais frias, tons escuros e suaves", pontua a consultora de imagem. 

Ela ainda lembra que as cores são apenas a ponta do iceberg. "O design da peça, a padronagem, textura, detalhes, ou seja, todo o conjunto, são elementos que vão dizer muito sobre você". 

Por Mayhara Nogueira

Foto: Montagem Sou Moda/Pinterest