Mitos e verdades sobre pele oleosa

Essas dicas vão ajudar a desvendar mistérios e tratar sua pele

Publicado em 09/01/2017
Mitos e verdades sobre pele oleosa

Só quem tem pele oleosa sabe o tormento que é a chegada do verão. Aquela maquiagem incrível, que já é difícil conservar durante outros período do ano, se torna impossível durante os dias com alta temperatura. Sem contar as doses extras de maquiagem para tampar cravos e espinhas que acabam invadindo o seu rosto.

Quando o assunto é oleosidade, vem uma infinidade de comentários, muitos deles equivocados. Por isso, para ajudar você a desvendar os mistérios da pele oleosa, o site da revista Vogue conversou com a dermatologista Luciana Garbelini, da FEM Clínica, que ajuda a entender melhor o tema.

A pele oleosa tem mais tendência a ter acne - Verdade!

A pele oleosa favorece o crescimento de bactérias e aumenta o bloqueio dos poros - provocado pela secreção sebácea excessiva. Mas com o tratamento médico adequado, é possível atrofiar das glândulas sebáceas, reduzindo a oleosidade e também as lesões.

Pele oleosa tende a ter menos rugas - Verdade!

Devido à camada mais espessa da pele, o aparecimento de rugas finas é menor, retardando os efeitos do tempo. A dica é começar o tratamento com produtos anti-idade mais cedo, para retardar ainda mais o aparecimento de linhas de envelhecimento.

Quem tem a pele do rosto oleosa tem, necessariamente, a pele do corpo oleosa - Mito!

A maioria dos brasileiros possui o corpo seco e a face oleosa, que é a área de maior concentração de glândulas sebáceas.

Quem tem a pele oleosa tem o cabelo oleoso - Verdade!

Isso porque as áreas mais ricas em glândulas sebáceas, que produzem a oleosidade, estão na face, no couro cabeludo e na parte superior do tronco. 

Peles oleosas também devem usar hidratante e filtro solar - Verdade!

Não dispense o uso de hidratantes, mas escolha um que se adapte à sua pele. A dica é apostar em produtos que promovam a sensação de toque seco. Para o protetor solar, opte pelo oil free e de rápida absorção. O mais importante é que o paciente faça uma higiene adequada antes de dormir para remover todos os excessos de produtos.

Existem alimentos que deixam a pele ainda mais oleosa, como o chocolate - Verdade!

Doces, alimentos gordurosos e derivados de leite podem estimular a produção de secreção pelas glândulas sebáceas. 

Esfoliar a pele oleosa ajuda a remover cravos e desobstruir poros - Verdade!

Apesar de reduzir o brilho e a oleosidade de forma momentânea, a esfoliação pode ser uma boa alternativa para desobstruir os poros. 

Quem tem pele oleosa deve lavar o rosto sempre que possível - Mito!

A não ser que o paciente sinta muito incômodo. No entanto, repetidas lavagens não resolvem o problema. Use sabonetes específicos pela manhã e ao deitar, pois auxiliam na remoção das células mais superficiais e na redução da oleosidade, diminuindo o brilho. E nada de água quente. Opte pela água fria, pois mantém a hidratação natural da pele.

Foto: Reprodução/Pinterest